• Os achados feitos nas escavações, nomeadamente o notável conjunto de mármores esculpidos, que decoravam a parede da villa, podem ser apreciados no Museu do Rabaçal, instalado na Aldeia do Rabaçal

  • Museu do Rabaçal, com exposição permanente.

    Horário de Funcionamento:

    Terça a Domingo das 11h às 13h e das 14h às 18h

  • Miradouro de Chanca, dotado de painel explicativo sobre diferentes pontos de interesse na paisagem, constituindo-se como um olhar sobre diferentes tempos de ocupação.


 

 

 

Envio de Mensagens

Contacte-nos se pretende alguma informação sobre o Rabaçal ou outro assunto relacionado com este sítio. Também gostaríamos de ter a sua opinião. Até breve...






Facebook Comentários


Broa de mistura Versão para impressão Enviar por E-mail


Broa simples ou com mistura (milho, trigo, centeio), são formas apetitosas e nutritivas que datam de tempos imemoriais.

Muitas vezes símbolo de enorme pobreza, a broa de milho e trigo, era o único sustento na casa do trabalhador agrícola, quando não era possível chegar a outros recheios alimentares.

Cultivando o milho e o trigo, que mais tarde colhia e levava ao moleiro para transformar em farinha nos moinhos de água existentes no rio Calário, de curso intermitente e que tem o concurso de 10 nascentes.

Existiam também alguns moinhos de vento, que hoje em dia restam apenas os escombros, assim como os moinhos de água.

A população do Rabaçal sempre soube produzir broa de grande qualidade.

Broa é um tipo de pão de trigo, feito tradicionalmente no Rabaçal. É feita com uma mistura de farinhas de milho e trigo, que misturadas formam uma broa escura e com um sabor único. Estes são os cereais que se cultivam com mais abundância na região.

Hoje em dia o pão chega-nos fresco logo pela manhã, distribuído pelo padeiro da zona ou adquirido em qualquer estabelecimento de produtos alimentares e as variedades são muitas à escolha.

Faz habitualmente parte das nossas refeições, mas é consumido de forma automática, sem sequer percebermos todo o trabalho que está por trás da sua confecção, ainda que em padarias modernas e automatizadas.

Mas nem sempre foi assim. Noutros tempos, principalmente nas aldeias, e aqui estamos a falar do Rabaçal, poucas pessoas compravam pão e o que compravam era em pequena quantidade, o consumo diário era a broa de mistura, que era confeccionada e cozida na própria casa.

Cada pessoa tinha um forno, eram feitos à base de barro branco apanhado no Rabaçal. Diferente dos tempos que correm, antigamente quando se construía uma casa era feito um forno a lenha, para a finalidade de cozer a broa e aproveitava-se para fazer alguns assados, como o caso da chanfana ou as broinhas de todos os Santos (Broa doce).

Existia também um móvel em madeira, designado de masseira, ou era utilizada uma bacia, onde a farinha misturada com água era amassada à força de braços e mãos, processo que ainda hoje é feito da mesma forma mas nas modernas bacias em plástico.

Visto ser um processo que demora algumas horas, entre fazer a massa, aquecer o forno a lenha, colocar a massa no forno e esperar que se coza, normalmente as pessoas reservam uma manhã ou uma tarde para esta finalidade, o processo inicia na véspera, com a moagem dos cereais.

À mistura de farinha e água quente, é acrescentado o fermento, chamado de crescente, que é um pouco de massa guardada da anterior amassadura. Este fermento é indispensável à levedura da massa.

Depois de preparada a massa, é feita uma cruz em baixo relevo, com o topo inferior da mão, é coberta com um cobertor e espera-se o tempo necessário para a massa levedar.

Depois é feita a tradicional bênção. Entre muitas outras, uma das utilizadas é a seguinte:

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo:
S. Vicente te acrescente,
S. Mamede te levede e
S. João de te faça pão.
Amem.

 

 

 

.

.

.

 

Visitantes do Site

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje90
mod_vvisit_counterOntem158
mod_vvisit_counterEsta Semana868
mod_vvisit_counterEste Mês3335
mod_vvisit_counterTodos362984

Visitantes em Linha

Temos 65 visitantes em linha

Copyright © 2017. Jose Gomes - Criado em Joomla e shape5 www.gomitos.com